Pé na soja e olho no milho

por | set 12, 2019 | Colheita | 0 Comentários

A safrinha chegou ao fim, mas ano que vem tem mais e para plantar milho da forma correta, veja abaixo as 5 dicas para uma nutrição de milho mais eficaz, garantindo assim uma lavoura homogênea e com grãos mais pesados para a sua alegria, produtor rural.

Mas se você só está esperando a largada pra começar a semear sua soja, não tem problema, essas dicas também podem te auxiliar a ter uma produção mais rentável.

1º Genética Representada pela semente, guardiã da tecnologia e características agronômicas que determinam o potencial produtivo da planta. Escolher o híbrido corretamente, é fundamental para alcançar o teto produtivo. Foco na semente!

 2º Qualidade na semeadura Se a escolha do híbrido define o potencial produtivo da planta, é durante a semeadura que se definirá o potencial produtivo da lavoura. A semeadura deve ser muito bem planejada, pois determina o inicio de um processo de cerca de 120-140 dias que afetará todas as operações envolvidas, além de determinar as possibilidades de sucesso ou fracasso da lavoura. Nesta etapa, deve-se prestar muita atenção nas regulagens da semeadora, tanto quanto, na profundidade e velocidade de semeadura. Foco na operação!

3º População de plantas A população deverá ser ajustada de acordo com o híbrido utilizado e com as características do talhão. Acertar na população e distribuição das plantas, diminuí a competição por luz, água e nutrientes, além de auxiliar no controle de pragas, plantas daninhas e doenças. Foco no posicionamento da sua região!

4º Época de semeadura As plantas de milho precisam cerca de 7 mm de água por dia, perdidos por transpiração durante o período de enchimento dos grãos, por isso a janela de plantio é fundamental para diminuir o risco no período da safrinha e evitar situações prejudiciais, como solo frio na semeadura ou geadas no final de ciclo (milho safrinha sul). Foco no pendoamento!

5º Fertilização adequada e balanceada Uma boa genética, na população correta, dentro da janela de plantio aliado a fertilidade do solo, garante altas produtividades no milho. Adubações balanceadas na dose certa e o uso de fontes com qualidade física e química superiores, disponibilizam nutrientes durante todo o ciclo. Foco na qualidade da distribuição!

Agora que você já anotou essas cinco dicas, já negociou a sua safrinha? Quer obter melhores resultados na sua próxima safra, mas melhores resultados de verdade? Clique no botão abaixo e saiba mais sobre MicroEssentials no milho.

Texto: Engº Agrônomo Dr. Fernando Dubou Hansel