Blog Nutrição de Safras

Processo simplificado de Produção de Fertilizantes Sólidos – Macronutrientes

No texto de hoje, a Mosaic Fertilizantes mostra o processo simplificado de produção de fertilizantes sólidos. Leia abaixo o texto produzido por nossos especialistas e não esqueça de assinar nossa newsletter para receber outros conteúdos relevantes para sua lavoura!

Para obter-se as formulações de fertilizantes NPK é necessário seguir rigorosamente as orientações da norma vigente, a Instrução Normativa No 39, de 08 de agosto de 2018. Nela estão descritas as regras sobre as definições, exigências, especificações, garantias, registros de produto, autorizações, embalagem, rotulagem, documentos fiscais, tolerâncias dos fertilizantes, entre outros. Então, todos os componentes do fertilizante necessitam se enquadrar nas normas e estarem registrados em seus anexos.

Natureza Física dos Fertilizantes

Quanto à natureza física dos fertilizantes, a grande maioria se enquadra em “Mistura de grânulos e granulados”. Há também produtos microgranulados, farelados, pó ou pastilha.

Para a fabricação das matérias primas nitrogenadas, o processo parte da síntese de amônia, que utiliza o Ar como fonte de Nitrogênio e Gás Natural como fonte de Hidrogênio, a uma altíssima temperatura e pressão. A partir do Gás Amônia, tem-se o processo de reação com ácido nítrico, formando o Nitrato de Amônio. Já para a produção de Sulfato de Amônio é necessário a reação do Ácido Sulfúrico com a Amônia. Em um processo que envolve novamente altas temperaturas e pressão, utilizando a Amônia e Gás Carbônico ocorre a síntese da Ureia – fonte de nitrogênio mais utilizada no mundo.

Há também fertilizantes que fornecem  Nitrogênio – o Fósforo, comumente chamados de fosfatos amoniados. Estes fertilizantes têm origem na reação do ácido fosfórico com Amônia, comercialmente chamados de  MAP e DAP.

Infográfico mostrando o processo simplificado de produção de fertilizantes nitrogenados

Como fonte de fertilizante Fosfatado, além do MAP e DAP utiliza-se em larga escala os fosfatos acidulados, como o Superfosfato Simples e o Superfosfato Triplo. Para a produção destes fosfatados, é necessário a extração das rochas fosfáticas, processos de moagem, peneiramento, purificação e concentração para se chegar ao concentrado fosfático. A partir do concentrado fosfático é realizada a reação com ácido sulfúrico, que origina o Superfosfato Simples. Em outra rota, com maior concentração de ácido sulfúrico é originado o Ácido Fosfórico. A partir da reação do Ácido Fosfórico com novo concentrado fosfático obtém-se o  Superfosfato Triplo.

Termofosfato e Fosfato Calcinado

Rochas fosfáticas que sofrem o tratamento térmico dão origem aos fosfatos calcinados e Termofosfatos. A diferença entre termofosfato e fosfato calcinado é a temperatura de processamento. Fosfatos calcinados recebem o tratamento térmico a menores temperaturas, cerca de 900ºC. Já os Termofosfatos são tratados a temperaturas maiores e envolvem outras matérias primas para que ocorra o processo de fusão e resfriamento rápido.

Infográfico mostrando o processo simplificado de produção de fertilizantes fosfatados

A principal fonte potássica do mercado é o KCl. Este fertilizante passa pelos processos de extração dos minérios potássicos, concentração, purificação e compactação.

Formulação Desejada dos Fertilizantes

As Misturas de Grânulos NPK são as misturas físicas das matérias primas que fornecem Nitrogênio, Fósforo e Potássio. Porém neste processo de misturas é necessário atenção quanto a compatibilidade química entre as matérias primas e também compatibilidade física, além da proporção adequada entre os componentes para que se alcance a formulação desejada. Após o processo de mistura, o fertilizante passa pelo processo de peneiramento, adição ou não de aditivos e embalagem.

Infográfico mostrando o processo simplificado de produção de fertilizantes potássicos

Já nos fertilizantes Granulados NPK, são utilizadas matérias primas fornecedoras de Nitrogênio, Fósforo e Potássio na forma farelada ou pó, assim como aditivos para que haja o processo de granulação. Após a granulação, o produto passa pelo processo de secagem, possível tempo de cura, peneiramento e embalagem.

Infográfico mostrando o processo simplificado de produção de fertilizantes granulados

Um diferencial da Mosaic Fertilizantes é que todo o nosso portfólio é composto por 100% fertilizantes, dessa forma proporcionamos a nutrição correta para sua lavoura.

Etiquetas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar