A importância do zinco para as plantas: um olhar mais aprofundado sobre este nutriente essencial

14 dez, 2023
Barbara Ramos
- Tempo de Leitura: 5 minutos
Imagem do milharal com a informações químicas do zinco

Muitos sabem que os nutrientes são essenciais tanto para os humanos quanto para as plantas. Alguns nutrientes são necessários em maiores quantidades, enquanto outros são requeridos em menor quantidade. Conheça a importância do zinco para as plantas!

Para alcançar uma produção ótima, as plantas necessitam de uma gama completa de nutrientes, que vão desde macronutrientes até micronutrientes. Embora os macronutrientes, como o NPK, sejam frequentemente mencionados, os micronutrientes, como o zinco, também são essenciais e merecem destaque.

O zinco desempenha um papel fundamental em várias atividades vitais para o crescimento das plantas. Neste artigo, você descobrirá toda a sua importância. Desfrute da leitura e amplie seus conhecimentos sobre o fascinante mundo do micronutriente zinco!

Zinco como micronutriente para as plantas

Para que os processos metabólicos e fisiológicos das plantas funcionem bem, é necessário ação de alguns elementos químicos fundamentais. Esses elementos são chamados de nutrientes. Os organismos precisam de quantidades específicas, alguns nutrientes em alta quantidade e outros nem tanto. Por isso, eles são divididos em grupos.

Portanto, temos os macronutrientes, os quais são requeridos em maiores quantidades. Dentro desse grupo, temos os macronutrientes primários e secundários. Já os exigidos em menor quantidade são chamados de micronutrientes. São eles:

  • Manganês;
  • Boro;
  • Zinco;
  • Cobre;
  • Ferro;
  • Cloro;
  • Molibdênio;
  • Níquel.

Porém, o fato desses micronutrientes serem requeridos em menor quantidade não quer dizer que eles sejam irrelevantes. Eles desempenham um papel importantíssimo no organismo das plantas, as quais impactam diretamente a produtividade.

Desta forma, se a planta tiver carência de algum micronutriente, podem aparecer sintomas de deficiência que trazem sérios problemas de saúde vegetal, afetando a qualidade e a produção das colheitas.

E qual é a importância do zinco nesta história? Bem, com ele não poderia ser diferente! No próximo tópico, você descobrirá todos os detalhes sobre as funções cruciais desempenhadas pelo zinco nas plantas.

Funções do zinco nas plantas

Até esse ponto, já deu para perceber que o zinco é um micronutriente super relevante para o crescimento saudável das plantas. Ele desempenha um papel crucial na síntese de proteínas e atua como cofator de enzimas.

Além disso, o zinco participa de diversos processos bioquímicos nas plantas, incluindo a regulação hormonal, a síntese de proteínas e a produção de energia.

Outro ponto em que o zinco participa é na regulação da abertura e fechamento dos estômatos, o que interfere na troca de gases e na transpiração das plantas.

Por isso, é de extrema importância que o produtor assegure que suas lavouras recebam quantidade suficiente de zinco.

Zinco no solo e nas plantas: qual sua dinâmica

Geralmente, solos tropicais possuem pouca disponibilidade de zinco. Isso ocorre porque são pobres em matéria-prima ou por causa do cultivo intenso de culturas, sem a adequada reposição desse micronutriente.

Desta forma, a falta de zinco é conhecida como um obstáculo nutricional para a produção das lavouras, especialmente para o cultivo de cereais, pois precisam muito do zinco, e isso acaba diminuindo as colheitas e a qualidade nutricional dos grãos.

A fertilização das plantações com zinco pode ser efetuada por meio da aplicação no solo, nas folhas e nas sementes.

Considerando que as quantidades necessárias para as plantações são mínimas, mesmo para as que demandam mais zinco, como é o caso de gramíneas como o milho e o sorgo, há um desafio em distribuir os fertilizantes de maneira homogênea na aplicação no solo. Além disso, as aplicações nas folhas têm limitações devido à pouca movimentação do micronutriente no floema.

A capacidade de absorção é influenciada por diversos aspectos, abrangendo os seguintes:

  • Ph do solo;
  • Matéria orgânica do solo;
  • Condições climáticas;
  • Interação com outros nutrientes.

O zinco desempenha várias funções vitais nas plantas, e a importância do zinco para as plantas é incrível! Ele contribui para o crescimento celular, estimulando assim o desenvolvimento e a frutificação das plantas.

Mas as funções do zinco não param por aí. Ele também desempenha um papel crucial na manutenção da integridade e seletividade das membranas radiculares, fatores essenciais para a multiplicação celular, o metabolismo dos aminoácidos e a produção de ácido nucleico.

Além disso, o zinco é um componente importante de várias enzimas e influencia a permeabilidade das membranas. Ele atua como constituinte e ativador de muitas enzimas, participando ativamente da fotossíntese, respiração e síntese de proteínas e amido. Este último é especialmente importante para a formação de grãos em culturas como o milho.

Por fim, o zinco também contribui para a resistência das plantas às doenças. Portanto, é evidente que o zinco tem um papel multifuncional no crescimento e desenvolvimento saudável das plantas. Ao compreender a importância do zinco para as plantas, podemos garantir um ambiente adequado para o crescimento e maximizar seu potencial. vel das plantas.

Qual a demanda das culturas por zinco?

As diferentes culturas têm variadas exigências, incluindo a capacidade de responder a estímulos ambientais e expressar seu potencial de crescimento e desenvolvimento. Essas respostas estão intimamente ligadas a fatores como clima, disponibilidade de nutrientes, genética da planta e práticas de manejo.

Dessa forma, algumas culturas respondem fortemente ao zinco, enquanto outras têm uma resposta moderada e algumas apresentam pouca resposta. Dependendo dessa responsividade, a aplicação de zinco pode resultar em um aumento significativo na produtividade. Porém, é importante ressaltar que o manejo adequado dos nutrientes é essencial para evitar deficiências ou toxicidades.

Conheça algumas culturas que demandam mais zinco:

  • Milho;
  • Arroz;
  • Café;
  • Citros;
  • Feijão;
  • Cacau;
  • Cebola.

Outras culturas que têm responsividade mediana por zinco:

  • Soja;
  • Algodão;
  • Batata;
  • Gramíneas forrageiras;
  • Tomate;
  • Cevada;
  • Trigo.

Culturas que tem pouca responsividade pelo micronutriente zinco:

  • Uva;
  • Alface;
  • Aveia;
  • Cenoura;
  • Repolho.

Agora que você está ciente das necessidades de zinco de várias culturas, pode apreciar a importância do zinco para as plantas e, consequentemente, para os alimentos que consumimos. No próximo tópico, exploraremos as diversas fontes de fertilizantes ricos em zinco. Continue conosco para saber mais!

Fontes de fertilizantes com zinco

Considerando os diversos elementos do solo que influenciam a disponibilidade de zinco para as plantas, a análise do solo é a melhor forma para antecipar a necessidade de zinco suplementar.

A observação visual e a análise dos tecidos vegetais também são métodos de diagnóstico eficazes para estabelecer as necessidades de adubos com zinco. No entanto, normalmente, são apenas empregados após a deficiência já ter se manifestado.

Os três tipos fundamentais de fertilizantes com zinco são compostos inorgânicos minerais, quelatos artificiais e substâncias orgânicas naturais. A capacidade de dissolução em água é o fator primordial que afeta a eficácia dos adubos com zinco.

Saiba quais são algumas fontes habituais de fertilizantes com zinco:

  • Óxido de zinco – com teor de zinco de 50-80%;
  • Sulfato de zinco (básico) – com teor de zinco de 55%;
  • Sulfatos de zinco (hidratados) – com teor de zinco de 23-35%;
  • Acetato de zinco – com teor de zinco de 28%;
  • Cloreto de zinco – com teor de zinco de 24%;
  • Nitrato de zinco – com teor de zinco de 18%.

As proporções sugeridas de fertilizantes com zinco diferem de acordo com a região e a cultura. Em algumas áreas, é aconselhado um índice mais baixo se o zinco for distribuído em uma faixa concentrada no solo. Contudo, essas proporções diminuídas são geralmente previstas, sendo incorporadas anualmente como parte da fertilização de plantio.

A Mosaic Fertilizantes oferece uma variedade de soluções ideais para nutrir suas plantas! Explore nosso portfólio completo clicando no botão abaixo.

CTA Mosaic

Este artigo foi útil? Avalie

Média: 5 / 5. Número de votos: 4

Nenhuma avaliação até o momento! Seja o primeiro a avaliar este post.

Loading...