Blog

Café especial exige plantas bem nutridas

A qualidade na bebida do café, tem se revelado atualmente como um dos atributos mais pesquisados e trabalhados pela comunidade cafeeira, afinal de contas, é ela que mais se traduz em lucros durante a venda de café.

Os produtores tem se esforçado grandiosamente na implementação de práticas de produção e processamento do grão, buscando aumentar o sabor e aroma do produto, pois a exigência e demanda dos consumidores é uma realidade implacável.

Um café especial, preenchido por características sensoriais que agradam o paladar do comprador, é valorizado e remunerado generosamente. Aromas e sabores únicos, como caramelo, mel, frutas vermelhas, floral, chocolate, dentre outros, são extremamente apreciados por aqueles que gostam de um bom café.

No entanto, sabemos que produzir cafés de alta qualidade não é uma tarefa tão simples. Exige empenho, profissionalismo, revisão de conceitos e comprometimento na produção, principalmente nos aspectos operacionais e culturais.

Dentre os fatores que permitem a produção de um café com qualidade elevada, a nutrição mineral da planta de café contribui como um dos principais requisitos, uma vez que os nutrientes vitais como nitrogênio, fósforo, potássio, cálcio, magnésio, enxofre, ferro, cobre, zinco e boro estão diretamente envolvidos em processos metabólicos, que o pé de café usa para fabricar as substâncias promotoras sabor, agradando o paladar dos clientes.

Nutrientes para um café de qualidade

Para demonstrar a tamanha importância da nutrição mineral frente à qualidade de bebida, podemos citar a função de alguns elementos que permitem a produção de um café mais nobre:

O nitrogênio por exemplo, está diretamente ligado à formação de aminoácidos, proteínas, enchimento de grãos, crescimento das plantas, produção de cafeína, enfim, é o nutriente vital mais exigido pelo cafeeiro, o qual pode ser obtido através de fertilizantes nitrogenados disponíveis no mercado.

O potássio é o segundo elemento mais exigido pelo cafeeiro. Apesar de não ser um nutriente constituinte de órgãos na planta, como folhas, ramos e frutos, sua importância é realmente perceptiva. Trata-se de um importante ativador de enzimas, regula a troca de gases e perda de água ao ambiente, acumula açúcares na planta e com isso ajuda grandemente na qualidade do grão.

Já o cálcio, terceiro elemento mais exigido pelo café, é um verdadeiro agente cimentante. Ele promove o crescimento de raízes e resistência da planta frente às pragas e doenças. Uma planta protegida consegue gastar menos energia, dedicando seu esforço ao acúmulo de substâncias que melhoram a qualidade.

O magnésio é fundamental também. Ele compõe uma parte das folhas chamada clorofila. Essa estrutura possui a função de ajudar na fotossíntese e produzir alimento para o café, que certamente é convertido em aumento do sabor, doçura e aroma do grão.

Quanto ao fósforo, podemos dizer que ele é o combustível da planta, fornecendo energia e conferindo o bom funcionamento do metabolismo. Como a qualidade da bebida está diretamente relacionada ao consumo de energia, concluímos que este elemento se apresenta como um importantíssimo agente promotor de paladar.

Ao se falar de enxofre, pensamos em um macronutriente muito importante também. Ele participa da formação de proteínas e auxilia substancialmente o os aspectos qualitativos.

Os micronutrientes também são fundamentais

Já os micronutrientes boro, zinco, ferro, cobre e manganês, são exigidos em menor quantidade quando comparado aos macros. No entanto, isso não diminui a importância deles na fisiologia da planta, sobretudo quando tratamos de cafés especiais.

O boro, por exemplo, participa da formação e divisão das células, reprodução, ajuda na granação e tamanho dos frutos. O cobre está envolvido na respiração, o zinco no crescimento das plantas, o ferro e manganês na fotossíntese, enfim, todos estão intimamente ligados à manutenção da vida do café e produção de grãos diferenciados.

Resumindo, uma nutrição mineral equilibrada e com fertilizantes de qualidade, auxilia na produção de grãos especiais, que são fundamentais para garantir a qualidade da bebida e os lucros da sua lavoura.

Clique aqui e conheça o K-Mag, o fertilizante ideal para garantir um café de qualidade!

Tarcísio Barbosa de Morais
Engenheiro Agrônomo – Cooxupé

Um Comentário

  1. Parabéns Tarcísio pela bela explanação sobre uma nutrição equilibrada para o cafeeiro e principalmente para uma produção de cafés especiais!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar

Performa Full

Composição: Nitrogênio, Fósforo, Potássio, Magnésio, Enxofre e Boro

Benefícios: Toda a expertise e tecnologia exclusiva da Mosaic Fertilizantes em um único produto. Uma combinação desenvolvida com o equilíbrio perfeito entre MicroEssentials, K-Mag e Aspire, que oferece todos os nutrientes para nutrir sua lavoura do plantio a colheita, facilitando todo processo operacional.

Performa NEO

Composição: Nitrogênio, Fósforo, Potássio, Enxofre e Magnésio

Benefícios: Um blend poderoso e equilibrado com melhor do MicroEssentials e K-Mag. Performa Neo é a solução para a construção do potencial produtivo com maior arranque inicial e desenvolvimento radicular mais vigoroso. Com baixo teor de cloro, favorece a emergência das plantas e o estabelecimento da microbiota do solo. Aumento da fotossíntese e tolerância das plantas a estresse.