O que é fruticultura e qual a importância no Brasil?

6 abr, 2023
Déborah Fernandes
- Tempo de Leitura: 5 minutos
O que é fruticultura: laranja no pé

Você sabia que o Brasil é o terceiro maior produtor de frutas do mundo? Isto quer dizer que a fruticultura brasileira cresceu muito nos últimos anos.

Dentre as frutas mais produzidas, se destacam a banana, a laranja e a uva. Além disso, o país é um dos principais produtores e exportadores de frutas tropicais como o abacaxi, o mamão e a manga.

Segundo os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o país produziu cerca de 47 milhões de toneladas em 2020.

Se você é um apreciador de frutas e se interessa pelo setor de fruticultura brasileiro, não deixe de conferir este artigo. Nele, abordamos temas como a diversidade das culturas no país, os desafios e tendências do setor, a importância dessa atividade, além de uma dica especial de nutrição para os pomares. Acompanhe!

 

O que é fruticultura?

 

A fruticultura é o ramo da agricultura que se dedica ao cultivo de frutas, tanto para o consumo fresco como para a produção de sucos, compotas, geleias e outros produtos alimentícios.

É uma atividade importante em muitas regiões do mundo, pois contribui para a produção de alimentos, a geração de empregos e a economia local. Além disso, a fruticultura não envolve apenas o plantio e a colheita das frutas, como também o manejo dos pomares, o controle de pragas e doenças, a irrigação e a fertilização do solo.

Para garantir uma produção sustentável e satisfatória, os fruticultores precisam estar atentos às condições climáticas e às demandas do mercado.

É importante ressaltar que existem diversas culturas de frutas, que variam conforme a região, o clima e as preferências dos consumidores. Alguns exemplos incluem:

  • citros: laranja, limão, tangerina, lima, entre outros;
  • pomáceas: maçã, pera, marmelo;
  • frutas de caroço: pêssego, nectarina, ameixa, damasco, cereja;
  • uvas: uvas de mesa, uvas para vinho;
  • tropicais: abacaxi, banana, manga, morango, maracujá, goiaba, mamão;
  • frutas de clima temperado: kiwi, mirtilo, morango, framboesa;
  • frutas secas: castanha, amêndoas, avelã, noz, pistache;
  • exóticas: carambola, mangostão, pitaya, rambutã, entre outras.

Vale lembrar que cada produção de frutas tem suas particularidades em relação ao manejo, colheita, processamento e comercialização. Todas elas desempenham um papel importante para a fruticultura e para a alimentação humana.

 

Qual a diferença entre agricultura e fruticultura?

 

A agricultura se refere a um conjunto de técnicas e práticas que envolve o cultivo de plantas e a criação de animais para a produção de alimentos, fibras e outros produtos de origem vegetal e animal.

Já a fruticultura é um ramo da agricultura que se dedica especificamente às plantações de frutas. Isso significa que enquanto a agricultura abrange uma ampla variedade de culturas como cereais, leguminosas, hortaliças, forragens e outras plantas, a fruticultura se concentra de maneira exclusiva na produção de frutas para o consumo humano.

Uma das principais diferenças entre elas se encontra na natureza das culturas cultivadas. Enquanto muitas produções agrícolas são destinadas ao processamento industrial ou para alimentação animal, as frutas são consumidas frescas ou processadas para o consumo humano.

Outra diferença significativa é o manejo dos pomares, que exige cuidados específicos em relação ao solo, irrigação, adubação, poda e controle de pragas e doenças, muitas vezes diferentes dos exigidos por outras culturas agrícolas.

 

Qual a importância da fruticultura no Brasil?

 

A fruticultura no Brasil cresceu nos últimos anos, tornando o país um dos três maiores produtores de frutas do mundo, ficando atrás apenas da China e Índia. Em 2020, o Brasil produziu mais de 45 milhões de toneladas de frutas, com destaque para as plantações de laranja, banana, melancia, uva, maçã e limão.

Inclusive, o Brasil é o maior produtor de laranja, especialmente em Sergipe e na Bahia. Na safra de 2020/21, por exemplo, o país foi o responsável por 32,8% da produção mundial da fruta e 75% do volume global de suco de laranja.

A produção de uvas finas também é relevante, sendo o Rio Grande do Sul o maior produtor nacional, representando 49,3% da produção do país. Nesse contexto, a União Europeia é o principal destino das exportações, correspondendo a 90% do total.

Deste modo, a fruticultura é uma atividade importante para a economia do país, gerando empregos e movimentando cerca de 40 bilhões por ano. Para se ter ideia, em 2021, a atividade empregou 193,9 mil trabalhadores formais, representando um aumento de 9% em relação ao ano anterior.

Apesar disso, a prática enfrenta muitos desafios em relação à infraestrutura, logística e acesso a tecnologias e inovações. Ainda assim, apresenta oportunidade de expansão e aumento da produtividade.

 

Quais as tendências da fruticultura?

 

Entre as mudanças e tendências importantes no setor, destacamos a busca por práticas sustentáveis na fruticultura que considerem o meio ambiente, a saúde do produtor e do consumidor e a responsabilidade social.

Afinal, a sustentabilidade é um conceito que ganhou força no mundo todo. Isso inclui a adoção de técnicas de manejo integrado de pragas, a redução do uso de agroquímicos, a implementação de sistemas agroflorestais e a gestão eficiente dos recursos naturais.

Assim como a sustentabilidade, a tecnologia é outro conceito que permeia todas as esferas. Por exemplo, existem muitas técnicas de produção mais eficientes para resistir às novas variedades de doenças, assim como a digitalização do setor, que permite uma melhor gestão da produção, de controle, da qualidade e da comercialização.

E, falando em comercialização, atualmente os consumidores estão cada vez mais exigentes em relação às qualidades das frutas, incentivando os produtores a investir em boas práticas que garantam uma produção de maior qualidade, como:

  • colheita no ponto;
  • momento ideal de maturação;
  • adoção de embalagens adequadas;
  • técnicas pós-colheita — como seleção e higienização das frutas, além de armazenamento correto e na temperatura apropriada.

Além disso, o mercado internacional tem se mostrado bem atrativo para o setor. Com a abertura de novos mercados e a crescente demanda por frutas de qualidade, os produtores buscam certificar suas produções e investir em processos de exportação.

 

Invista na produção de frutas

 

Agora que você entendeu o que é fruticultura, é fundamental saber que o setor apresenta grande importância para a economia do país, gerando empregos e divisas por meio da exportação de frutas tropicais e subtropicais de alta qualidade.

Apesar do seu potencial, a atividade enfrenta desafios, como a falta de investimentos em pesquisa e desenvolvimento, a infraestrutura e logística inadequadas para transporte e armazenamento, além da concorrência de países com menores custos de produção.

Dito isso, é necessário tomar medidas para melhorar a competitividade e a sustentabilidade na cultura de frutas, buscando plantações cada vez mais saudáveis e de qualidade.  Pensando nisso, já existem até fertilizantes com tecnologia exclusiva para a fruticultura, como o Performa HF, da Mosaic Fertilizantes. 

O Performa HF é a combinação perfeita, em um mesmo grânulo, de nitrogênio, fósforo, potássio, magnésio, enxofre e boro, que proporcionam frutas mais vigorosas e produtivas. Além disso, você obtém pomares com um melhor desenvolvimento vegetativo, com uma melhor florada e sem agredir a microbiota do seu solo, permitindo que ele seja mais saudável.

Conheça o Performa HF, fale com um de nossos consultores e garanta a combinação de nutrição para o seu pomar que realmente performa no campo!

 

CTA Linha Perfoma
Linha Performa | Nutrição de Safras – Nutrição de Safras

Este artigo foi útil? Avalie

Média: 4.7 / 5. Número de votos: 3

Nenhuma avaliação até o momento! Seja o primeiro a avaliar este post.

Loading...