É unânime a todos os nutricionistas a importância da inclusão de alimentos frescos numa dieta balanceada e saudável. O consumo desses alimentos fornece não apenas uma variedade de cores e texturas às refeições, como também é sinônimo de qualidade de vida pois são fontes essenciais de nutrientes, vitaminas, fibras e antioxidantes, além de auxiliar na hidratação do organismo humano. Diversos estudos demonstraram que determinados componentes presentes nas frutas e hortaliças são capazes de prevenir doenças tais como obesidade, diabetes, problemas cardiovasculares, hipertensão, osteoporose e câncer (Brasil, 2008; Carvalho et al., 2006). Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a ingestão recomendada de frutas e hortaliças é de, pelo menos, 400 gramas por dia.

Também é importante ressaltar que os alimentos refletem o ambiente em que são cultivados, ou seja, não se pode esperar alimentos ricos em nutrientes quando estes são cultivados em solos pouco férteis. Quando bem manejados, os solos são capazes de garantir a produção de alimentos em quantidade e nutrição adequados. Dessa maneira, uma planta bem nutrida é capaz de resistir às condições ambientais adversas, como déficit hídrico, salinidade, temperaturas elevadas, além de estresses bióticos, como o ataque de fungos, bactérias, nematóides, dentre outros patógenos. 

Nos últimos anos, a produção agrícola vem sendo moldada de acordo com um mercado consumidor cada vez mais exigente e preocupado com o sistema de produção como um todo. Os consumidores não estão interessados somente na parte nutricional dos alimentos, mas também como os mesmos são produzidos, ou quais são as condições de trabalho, dentre outros aspectos relativos ao processo. Com isso, sistemas de rastreabilidade têm ganhado força pois permitem ao produtor rural contar toda a história do alimento, possibilitando saber quando e onde o produto foi plantado e os insumos utilizados, até o destino final, além de possibilitar agilidade nas ações de correção, se necessárias.

Mudança de foco na produção

Com o foco cada vez mais centrado no cliente, os sistemas de produção devem e precisam ser revistos e, para que isso ocorra, é necessário primeiramente uma maior compreensão de alguns conceitos. Um ponto muito importante é a relação entre desordens nutricionais e ocorrência de doenças. Para que uma doença ocorra em hortaliças (e nas demais plantas) se faz necessária a interação de três fatores: 1. presença do patógeno, 2. ambiente favorável ao desenvolvimento do mesmo e 3. um hospedeiro (a planta) suscetível. Ou seja, o processo da doença só acontecerá caso as três condições ocorram simultaneamente.

Há diversos relatos na literatura mencionando a relação entre deficiências nutricionais nos solos e ocorrência de doenças, como a podridão apical em tomate dada à deficiência de cálcio, ferrugem e infecções bacterianas relacionadas à deficiência de manganês e ao desbalanço da adubação nitrogenada, dentre vários outros exemplos. É claro que o uso de variedades e cultivares resistentes, sementes e mudas de boa qualidade, cultivo protegido, dentre outras medidas são importantes, mas o equilíbrio nutricional dos solos e, consequentemente dos cultivos, se faz mais do que necessário.

Atualmente, é veiculada na mídia a alta dos preços das frutas, legumes e verduras devido ao volume de chuvas e temperaturas elevadas (acima de 25°C), condições essas que favorecem a ocorrência de doenças, insetos-praga e desordens fisiológicas. Porém, conforme mencionado anteriormente, técnicas de manejo e equilíbrio nutricional são primordiais para confrontar tais condições adversas, permitindo ao agricultor a redução do uso de defensivos agrícolas ou aumento no intervalo entre aplicações. Solos mais nutridos conferem plantas mais nutridas, fortes e mais resistentes às adversidades.

Para apoiar o produtor rural nesse desafio, a Mosaic Fertilizantes, umas das maiores empresas em produção e comercialização de fertilizantes fosfatados e potássicos combinados no mundo, apresenta ao mercado o produto PERFORMA HF, fertilizante de alta tecnologia com nutrientes em concentrações ideais para atender as mais variadas culturas de Hortifruti. O equilíbrio entre Nitrogênio, Fósforo, Potássio, Magnésio, Enxofre e Boro proporciona melhora no enraizamento e desenvolvimento inicial, maior desenvolvimento vegetativo, aumento no pegamento de florada, além de não agredir a microbiota do solo, proporcionando cultivos mais vigorosos e produtivos.

O PERFORMA HF garante o equilíbrio nutricional aos cultivos além da liberação gradativa de enxofre e boro, proporcionando maior eficiência na absorção durante todo o ciclo, principalmente nos momentos de maiores necessidades. A elevada uniformidade de grânulos e qualidade física superior permitem uma distribuição eficiente dos nutrientes a campo e agilidade no plantio e por consequência, chega um alimento mais nutritivo à mesa do consumidor e manejado de forma sustentável. Para conhecer mais sobre o assunto e também sobre os produtos de alta tecnologia da Mosaic Fertilizantes, acesse: www.nutricaodesafras.com.br.

Fernando Guerra – Gerente de Cultura HF

Referências

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Guia alimentar para a população brasileira: promovendo a alimentação saudável/Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Brasília. Ministério da Saúde, 2008.

Loading...